terça-feira, julho 11, 2017

Resenha de "Uma vez você, uma vez eu" por Diego Martello

Hoje quero falar de um livro que me surpreendeu positivamente. "Uma vez você, uma vez eu" é, a primeira vista, uma estória simples. Quando li a sinopse pensei "é um drama familiar, ok!". Mas, leia esse post até o fim para ver que as coisas não são BEM assim.



Um pouco de história sobre essa aventura para "Uma vez você, uma vez eu"


Quando o livro chegou, surpreendi-me com a mensagem do autor, Diego Martello, de quem recebi o exemplar: "Ótimas reflexões para você", escreveu ele na dedicatória. Ali uma dúvida pairou sobre a minha cabeça. "O que será que isso quer dizer?". Tinha outras leituras em andamento, então tratei de ir terminando tudo para finalmente começar a ler esse livro.


Um sábado desses, no dia em que o último episódio da 10ª temporada de Doctor Who foi exibido. Em meio as lágrimas provocadas pelo "show", decidi pegar "Uma vez você, uma vez eu", um chazinho e me mandar para a praça começar uma nova leitura. O episódio tinha sido pesado, aflorado emoções, e ler é uma coisa que costuma me acalmar, distrai. Vale ressaltar que estava fazendo isso pela primeira vez na vida. Nunca tinha ido ler naquela praça.

Desci a rua pensativa, imaginando ainda os desfechos do episódio de Doctor Who. Ao chegar na praça, vi de longe o lugar que iria pegar. sentaria nos degraus do monumento ao Brigadeiro, pegar o solzinho de fim de tarde. Sentei-me e levei um tempo para me ambientar e me concentrar na leitura.

Quando finalmente mergulhei na estória, deparei-me com um texto bem escrito, português claro, bem empregado, leitura fluída. Meu cérebro vibrou (adoro!), ajeitei-me no degrau do "Seu Brigadeiro" para ficar mais confortável e deixei-me levar pelas palavras. Cinco ou seis minutos depois eu estava observando a figueira a minha frente, pensando na vida. Oi? Voltei à leitura sem entender o que tinha me distraído.

"'Uma vez você, uma vez eu' surpreende pela forma como uma pessoa pode se comportar ao ser afetada por pensamentos e lembranças (...)" Esse é o início do prefácio, e depois de me distrair muitas vezes no início da leitura eu finalmente compreendi o que Diego quis dizer sobre "boas reflexões" e o que Roque Aloísio Weschenfelder nos conta no prefácio. O cenário descrito pelo autor é simples, mas nada raso. Um tipo de conteúdo ao qual raramente eu tenho contato. E foi aqui que ele me ganhou. Daí pra frente a leitura foi num ritmo bom, nada alucinante, porque eu tinha que parar para pensar. Li em duas "sentadas" na praça.


Sobre a leitura e os mistérios de "Uma vez você, uma vez eu"


Como disse antes, o texto é muito bom, nota-se um zelo com cada sentença. Não tem erros de digitação, concordância, lapsos, nada. É curioso e muito gostoso de ler.  Embora não seja muito extenso, não é do tipo "objetivo demais". É todo feito de reflexões, e causa uma sensação de "andar nas nuvens". Sabe o efeito de sonho que vemos em filmes, uma névoa, passagem do tempo diferente, às vezes lenta, às vezes rápida? "Uma vez você, uma vez eu" vai se passando assim. 

Pouco a pouco vamos nos envolvendo com o drama de William, conhecendo a sua pequena família e sua história e simpatizando com ela. Começamos a desejar um bom final para tudo aquilo, até que vem a surpresa. Descubro porque do "Uma vez você" e entro em choque. - Como ele pode ter feito isso? - Sério! Um pouco adiante na história, descubro o "Uma vez eu" e saio da praça boquiaberta, quase tensa pelo cenário desenhado pelo autor. Não é possível!

Quando vem a terceira surpresa, o desfecho, eu já nem acreditava mais. A facilidade com que o autor cria cenários, desfaz esses cenários, conduz o nosso entendimento sobre os acontecimentos é impressionante. Tecnicamente perfeito.


A moral da história e o traço profissional do autor


Talvez não seja bem isso, mas, a narrativa no livro lembrou-me muito da que vi no que chamávamos na faculdade de "romance administrativo", o livro "A meta". Como Diego Martello tem formação na administração, imediatamente associei a isso essa "faceta" do seu livro. Em algumas passagens e diálogos ele descreve situações de gestão da empresa do pai, e uma dinâmica que está sendo organizada. Explica com muita propriedade esses acontecimentos e suscita bastante a reflexão sobre forças e fraquezas (alguns recordarão da FOFA ou SWOT) e também percebi alguns discursos empreendedores, sobre como vencer desafios, como estar preparado.

É provável que a minha formação tenha contribuído para perceber essas nuances que são, na verdade, o pano de fundo do aparente "drama". "Uma vez você, uma vez eu" é o tipo de livro que cada um pode encontrar uma interpretação diferente, porque ele nos faz refletir, comparar, e cada um tem o seu conjunto de experiências, de vivências e dramas, que certamente darão tons diferentes para cada situação no livro. Acredito também que seja o tipo de leitura para se fazer em diferentes momentos da vida, justamente para ter uma experiência literária nova com o mesmo texto. E isso que o faz tão especial.


Se recomendo? É claro que sim!



E pra facilitar a tua vida, segue o link da Amazon para compra-lo. Hoje (11/07/2017) tem promoção, e está por R$14,20 - Comprar Uma vez você, uma vez eu - tem também em versão digital.


Ficha técnica


ISBN: 9788542806298
Edição: 1
Páginas: 184
Data de Publicação: 23/07/2015
Autor: Diego Martello


Sinopse de "Uma vez você, uma vez eu"

Marcos e Willian, pai e filho, tentam se reconciliar após anos de desentendimento. Em paralelo, Eva, mulher de Willian, quer a todo custo engravidar, o que frustra o casal. A partir da visão do interior de cada um, esses personagens terão de reconfigurar o modo de pensar para enfrentar os seus conflitos. Nessa fase tão conturbada para todos, reflexões acompanham cada segundo da trajetória deles. Narrada de forma surpreendente, provocativa e crítica, esta obra não tem a pretensão de apresentar soluções para os problemas enfrentados, mas, sim, mostrar as armadilhas de nosso fluxo de consciência, para compreendermos que as soluções dos problemas dependem, muitas vezes, da forma como se lida com as ilusões, ou, ao contrário, como se enxerga verdadeiramente a realidade.


Sobre o autor: Diego Martello

Diego Martello é formado em Administração e Comércio Exterior. Trabalha com projetos automobilísticos, especialmente na área de Compras - nacionais e internacionais. Tem a leitura como seu principal passatempo e, durante anos, acumulou experiências que nortearam a origem deste livro. "Uma vez você, uma vez eu" é sua obra de estreia.


Clique aqui para saber mais sobre a obra e o autor.
Siga Diego Martello no Instagram @diegopmartello
Curta a Fanpage Uma vez você, uma vez eu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...